Um novo gênero de aranhas exclusivo da Amazônia em homenagem ao povo Yanomami

A descrição de novas espécies de animais e plantas é extremamente importante para conhecermos a biodiversidade que nos cerca, além de nos ajudar a entender sobre processos e fenômenos naturais. As aranhas caranguejeiras causam muito espanto e medo devido ao nosso instinto natural perante aranhas, de ser alerta e a questões culturais. Contudo, essas aranhas dificilmente causam males ao ser humano, além de uma coceira devido ao seu comportamento de defesa, que é esfregar o abdômen liberando seus pelosque geram reação urticante quanto em contato com nossa pele. São animais extremamenteimportantes do ponto de vista ambiental garantindo o equilíbrio dos sistemas naturais.

Saindo do forno, no ano de 2021, após estudos detalhados de espécimes de caranguejeiras coletadas na Reserva do Pico da Neblina, no município de São Gabriel da Cachoeira, além de indivíduos de Manaus, Presidente Figueiredo e da região de Puerto Ayacucho, Venezuela, cientistas descreveram um novo gênero de caranguejeiras amazônicas! Além da novidade para a ciência, os pesquisadores Rogério Bertani e Marlus Queiroz Almeida homenagearam o povo Yanomami com o nome do novo gênero chamado Yanomamius.

Mas as novidades não param por ai! Os cientistas nomearam uma das espécies em referência a maior montanha do Brasil, o imponente Pico da Neblina com a espécie Yanomamius neblina. Outra espécie (Yanomamius raonii) recebeu seu nome em homenagem ao líder indígena Raoni Metuktire, o Cacique, ambientalista e indigenista brasileiro por sua luta que transcendem décadas em defesa da floresta amazônica e seus locais. A terceira espécie Yanomamius franciscoi foi uma homenagem ao pesquisador etécnico do Instituto Nacional de Pesquisas da Amazônia (INPA) Francisco Felipe XavierFilho por sua imensa contribuição em diversas expedições a campo e coleta de centenas de invertebrados importantes para o conhecimento da diversidade amazônica. E por fima última espécie do gênero Yanomamius waikoshiemi foi incluída no gênero devido assemelhanças morfológicas que permitiam a inclusão no grupo.

A homenagem de figuras históricas importantes, assim como comunidades inteiras, e locais como o Pico da Neblina permitem uma maior visibilidade as questões ambientais vigentes, bem como fortalecem as políticas de preservação ambientais para o local ondea espécie foi descrita. O incentivo a novas expedições e o retorno social dos cientistas são alicerces fundamentais para que a sociedade como um todo possa fazer parte de novas descobertas, do conhecimento da biodiversidade locais e da preservação do meio ambiente para que novas espécies sejam descobertas e descritas.

Texto simplificado de: Yanomamius n. gen., a new genus of tarantula from Brazilian and Venezuelan Amazon (Araneae, Theraphosidae), with description of three new species por Igor Yuri Fernandes, Mestre em Biologia (Ecologia).

Link para o estudo: https://doi.org/10.11646/zootaxa.4933.3.2

📸 A fotografia é dos pesquisadores Rogério Bertani e Marlus Queiroz Almeida.

Publicado por linsyanomami

Coordenador do Projeto Yaripo Ecoturismo Yanomami

Crie seu site com o WordPress.com
Comece agora
%d blogueiros gostam disto: